Tudo o que você precisa saber sobre conforto visual e UGR

Tudo o que você precisa saber sobre conforto visual e UGR

Trabalhar com iluminação significa desenvolver projetos que levam em conta design, inovação, tecnologia e acima de tudo saúde e bem-estar. O desenvolvimento de um projeto luminotécnico de qualidade e com responsabilidade segue os padrões e normas estipulados para garantir conforto visual aos usuários. 

O ofuscamento é um dos maiores desconfortos visuais relacionados à iluminação e acontece quando há grande intensidade de brilho vindo da luz, que incomoda o campo de visão. Para solucionar essa questão e criar uma padronagem no mercado, a norma ISO/CIE 8995-1 fornece informações de aplicação para determinar um controle dessa iluminação, relacionando a luminância nos ambientes ao campo de visão.

O Índice de Ofuscamento Unificado, ou UGR, foi criado justamente para o mercado ter um parâmetro para controlar o desconforto que a iluminação direta ou indireta causa e que reduz por um curto ou longo período a performance visual. Seguindo as normas, seus projetos certamente ganharão maior eficiência e segurança e proporcionarão maior conforto aos usuários.

O cálculo do UGR relaciona a luminância do fundo, a luminância no campo de visão do observador, o ângulo sólido da parte luminosa de cada luminária junto ao olho do observador e, por fim, o índice de posição Guth de cada luminária, individualmente relacionado ao seu deslocamento a partir da linha de visão. Esse índice também é utilizado nos parâmetros de diversos softwares de cálculo de iluminação (NBR 8995-1, 2013: 34).

No Brasil, esses padrões seguem a seguinte escala por atividades e/ou ambientes:

Desenho técnico≤16
Leitura, escrita, salas de aula, computação, inspeções≤ 19
Trabalho em indústria, exposições, recepção≤ 22
Trabalho bruto, escadas≤ 25
Corredores≤ 28

Para não errar e garantir conforto aos usuários nos seus projetos, confira três dicas: 

1) Adequação de iluminação aos ambientes 

Ter profundo conhecimento das necessidades dos usuários nos ambientes que fazem parte do seu projeto é fundamental para aplicar a escala correta e garantir a melhor experiência, especialmente em escritórios e locais de atividade intensa nos quais o conforto e a segurança estão altamente relacionados à produtividade e à eficiência dos profissionais.

2) Priorize o bem-estar

Uma iluminação boa cria ambientes aconchegantes e agradáveis. Priorize o conforto visual usando de forma adequada de cores e texturas e seja estratégico na escolha das lâmpadas e luminárias certas para o espaço em que você vai atuar.

3) Criatividade é tudo

Seguir e respeitar as normas técnicas não significa que você não tenha liberdade para criar ambientes diferentes e cheios de personalidade. O segredo está em combinar técnica e criatividade para garantir um projeto bem-sucedido e que promova conforto visual. 

Gostou deste conteúdo? Então compartilhe e acompanhe as novidades pelas nossas redes sociais. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *